quinta-feira, 17 de março de 2011

Venham daí os censos!

Na segunda-feira foram entregar lá a casa o papelinho dos censos 2011 para preencher. Enquanto falava com a jovem os gatos ficaram fechados no quarto porque senão lá iam eles cuscar à porta e ainda se pisgavam. Mas ficarem fechados implicou banda sonora de "arranhar-e-miar-como-se-estivessemos-a-ser-esventrados" o que deve ser sempre estranho para quem aparece por lá.

Recebi os papéis e dei uma vista de olhos pelos vários formulários e é engraçado como a nossa percepção das situações muda com os anos. Lembro-me de nos últimos censos, em 2001, ter dado uma ajuda no preenchimento porque ainda vivia com os meus pais. Aliás, até tenho ideia de ter sido eu a preencher a papelada toda, mas a ideia que subsistia na minha cabeça é de que eram imensas perguntas e inúmeras folhas.
Desta vez olhei e pensei "então mas é só isto?!" e acho que até fiquei desiludida! Afinal aquilo comporta questões básicas e de fácil preenchimento, em nada coincidente com a imagem que tinha.

E eu preparada para preencher um compêndio...

2 comentários:

lalage disse...

hehehheehe eu já era professora no último censo e até dei umas aulas sobre o assunto por isso recordo-me de um formulário muito compacto.
O giro dos censos é que nos leva a comparar o que mudou ou não na nossa vida. Dez anos já dão distanciamento suficiente, não é?

Ka disse...

Em 10 anos a nossa vida muda praticamente toda, pelo menos nesta faixa etária.
Mas tinha a ideia de que teria muito mais coisas para preencher do que efectivamente tenho. Fiquei desiludida! :D